Recursos da Escola Serviços Públicos de Apoio Escolar Forum Notícias da Educação Notícias da Escola
Espaço do Professor
Consulta ao Boletin Escolar

Quantidade de Páginas visitadas


Orgãos Colegiados da Escola


APMF – Associação de Pais, Mestres e Funcionários 




O órgão de representação de pais e mestres do Colégio Estadual Desembargador Antônio Franco Ferreira da Costa, existe desde 1969, sendo que o primeiro Estatuto e a primeira Diretoria foram votados em 14/10/1969, conforme Ata n.º 1, de 14/10/1969 anotada no Livro 01 da Associação de Pais e Mestres à folha 1. Foi dado posse à seguinte Diretoria: Bráulio M. de Rezende (Presidente), Olavo Della Torre (Vice-Presidente), Antônio Ferronatto (1.º Secretário), Eloi Finger (2.º Secretário), Delmiro Zancanaro (1.º Tesoureiro), Daniel Mocelin (2.º Tesoureiro) e aos Conselheiros: Guilherme Pierozan, Indolecio Leite, Angelo Piovesan, Gervásio Pinto e Ítalo Tedesco.
     A partir de 03/10/1970, conforme Ata n.º 3, do Livro 01 da Associação, por determinação da Secretaria da Educação e Cultural, a entidade passou a chamar-se APP – Associação de Pais e Professores do Ginásio Estadual Desembargador Antônio Franco Ferreira da Costa.
Após várias mudanças na diretoria, conforme estipulava a legislação, em 1988 o Estatuto da Entidade passou por reformulações, de acordo com novas orientações da Secretaria de Estado da Educação. O Estatuto, que vigora até hoje, foi aprovado em Assembléia Geral da APP de 06/08/1988 e registrado no Registro de Títulos e Documentos – Registro Civil de Pessoas Jurídicas do 1.º Ofício, anotado sob n.º 599410, no livro A n.º 1187 de 14/06/1989. A Entidade passou a chamar-se Associação de Pais e Mestres do Colégio Estadual Desembargador Antônio Franco Ferreira da Costa – APM.
Pelo artigo 2.º do Estatuto “A APMF, pessoa jurídica de direito privado, é um órgão de representação dos pais e professores do Estabelecimento, não tendo caráter político partidário, religioso, racial e nem fins lucrativos, não sendo remunerados os seus Dirigentes e Conselheiros”.
O Artigo 11.º do Estatuto descreve a constituição da APM: “São órgão da administração da APM: I. - Assembléia Geral; II. – Conselho Fiscal III.- Diretoria”.
Os primeiros integrantes da Diretoria da APM, regida pelo novo Estatuto, foram: Luiz Neri Albertoni (Presidente), Doralino Lorençatto (Vice-Presidente), Antônio Ferronatto (Secretário Geral), Rita de Cássia Stempiniak (Primeira Secretária), Augusto Pierosan (Tesoureiro), Valdira Nascimento (Primeira Tesoureira), Juraci Hreciuk (Diretora Social), Rosa Helena Tonial (Diretora Cultural), Magno Goiano Leite (Diretor de Esportes) e os primeiros membros do Conselho Fiscal: Jaira Santos Pereira, Inácio Lisovski, Antônio Rossa, Lucila Slovinski, Dionísio Basso e Maurício Pietrobon. 
Em 2013, a APMF ficou assim composta: 

Início do Mandato:
Termino do Mandato:


DIRETORIA: 

Presidente:


Vice-Presidente:

Tesoureiro:

Primeiro Tesoureiro:

Secretária Geral: 

Primeira Secretária:

Diretor Social:

Vice-Diretor Social:

Conselho Fiscal:
Membros do Conselho Deliberativo Fiscal


Representantes dos Pais:


Membros do Representantes dos Professores:


Membros dos Representantes dos Funcionários:


OBJETIVOS DA APMF

     Dentre os objetivos da APM, pode-se citar:
• Discutir, colaborar e decidir sobre as ações para a assistência ao educando, o aprimoramento do ensino e para a integração família-escola-comunidade;
• Prestar assistência aos educandos assegurando-lhes condições de eficiência escolar;
• Integrar a comunidade no contexto escolar, discutindo a política educacional, visando sempre à realidade dessa mesma comunidade;
• Proporcionar condições ao educando de criticar e participar de todo o processo escolar, estimulando sua organização livre em grêmios estudantis;
• Representar os reais interesses da comunidade e dos pais de alunos junto a Escola, contribuindo dessa forma, para a melhoria do ensino e da melhor adequação dos planos curriculares. 


ATRIBUIÇÕES DA APMF


     Dentre as atribuições da APM, pode-se citar:
• Discutir, decidir e acompanhar o desenvolvimento do currículo escolar, para que seja voltado para o interesse e a vida dos educandos, sugerindo e decidindo sobre as medidas de correção que julgar necessário;
• Programar o uso do Estabelecimento de Ensino nos períodos ociosos, tornando-o um centro de atividades comunitárias, responsabilizando-se pela sua conservação;
• Promover palestras conferencias e círculos de estudo visando orientar pais e professores para um melhor entendimento do aluno e de suas necessidades;
• Mobilizar recursos humanos, materiais e financeiros da comunidade, para atender aos educandos, quando tiverem sido esgotados todas as outras fontes de recursos competentes;
• Decidir e acompanhar sobre aplicação das receitas oriundas de qualquer cobrança ou doação, feitas a APM, convocando Assembléia Geral para discutir e decidir sobre as irregularidades que foram constatadas. 









Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito